Imagem-perfil-raca

Cachorro São Bernardo: imponente e amoroso

São Bernardo: cuidados, origem e curiosidades

O cachorro São Bernardo é inconfundível: além do tamanho impressionante e de uma expressão séria e compenetrada, sua postura elegante e imponente transmite toda a força que os cães desta raça tem.

Apesar dessas características, que podem até amedrontar quem não conhece cachorros da raça São Bernardo, esse é um cão extremamente amoroso, equilibrado e muito companheiro durante toda a vida.

Saiba Mais
Tamanho
img-tamanho-raca

65 a 80 cm

Peso

65kg - 85kg

Pelagem

O cachorro São Bernardo pode ter pelo curto ou pelo longo. Nos dois tipos, o pelo é macio, denso, bem fechado e grosso. O subpelo é abundante e muito macio. A cor principal dos cães da raça São Bernardo é a branca com manchas de castanho avermelhado.

Característica
  • Disposição para atividade

  • Respeito ao tutor

  • Intelecto e memória

  • Territorialismo

  • Amor ao tutor

  • Latido

  • Paciência com crianças

  • Receptividade com outros pets

Escolha produtos para seu pet

Clique na imagem abaixo para comprar

coleçao vtex

Origem do São Bernardo

O São Bernardo é um cão muito antigo, onde os registros remontam a 1695. Era utilizado principalmente para guardar e proteger mosteiros nos Alpes Suíços, mas logo passou a ser utilizado também como cão de resgate de pessoas que se perdiam na travessia entre a Suíça e a Itália.

Existem muitos relatos de soldados de Napoleão Bonaparte que falam sobre as proezas do cachorro São Bernardo no salvamento de inúmeras pessoas. Nessa época, ele era conhecido como cão Barry.

Quais são os tipos de cachorro São Bernardo

Diferente do que muita gente pensa e pesquisa, não existe mais de um tipo de cachorro São Bernardo. As únicas variações aceitas na raça são aquelas relacionadas ao comprimento da pelagem, que pode ser curta ou longa.

Pelagem do São Bernardo

O cachorro São Bernardo pode ter pelo curto ou pelo longo. Os cães de pelo curto tem a chamada pelagem dupla: a camada externa é densa e macia, muito fechada e com pelos grossos. O subpelo está presente em abundância e a cauda é toda coberta por uma pelagem muito densa.

Os cães de pelo longo tem a camada exterior coberta por pelos lisos e de comprimento médio. O subpelo também é abundante e muito macio. As orelhas e a face tem pelos curtinhos. Os pelos da cauda estão presentes em profusão.

As cores do cachorro São Bernardo são o branco e o vermelho claro ou vermelho escuro. O vermelho pode estar presente em forma de manchas, em tamanho maior ou menor, ou ainda em forma de manto, cobrindo o dorso e os flancos do cão.

Cuidados com a pelagem do São Bernardo

Os pelos do cachorro São Bernardo devem ser escovados semanalmente para ajudar a manter o animal limpo. Além de prevenir a formação de nós e emaranhados que são muito dolorosos e incômodos para o pet, a escovação também ajuda a retirar pelos mortos e soltos que ainda estejam presos ao corpo.

Duas vezes por ano o cão São Bernardo troca a sua pelagem. Quando isso ocorre, a queda se intensifica, e as escovações devem passar a ser diárias.

Imagem-raca-meio

Como cuidar do São Bernardo

O gigante São Bernardo é, também, muito gentil. De natureza calma e equilibrada, esse cão é um apaixonado pelos seus tutores e faz de tudo para vê-los felizes e em segurança.

Sua habilidades como cão de guarda são inegáveis, pois isso faz parte dos seus instintos. A raça São Bernardo é inteligente e gosta de agradar, o que torna seu treinamento mais fácil. Ainda assim, pode ser um pouco teimoso, e por isso é preciso disciplina no adestramento.

Faro e ouvidos muito apurados são marcas registradas do cachorro São Bernardo. Por ser um cão natural de uma região muito fria, o calor pode ser um incômodo sério para o seu bem estar.

O cachorro São Bernardo baba muito, então é preciso tomar cuidado com pisos que se tornam escorregadios quando estão molhados, a fim de evitar acidentes. Os exercícios diários são fundamentais para afastar a obesidade, que pode demorar a ser percebida por conta do porte gigante do cachorro.

Assim como outros cães de porte grande e gigante, o cachorro São Bernardo também pode desenvolver a chamada torção do estômago, que é uma condição grave e que pode até levar o animal à morte.

Para prevenir, não permita que o animal pratique exercícios depois de comer, nem que beba água imediatamente após as refeições. As consultas regulares com um médico veterinário são fundamentais para garantir o bom desenvolvimento do animal.

Vacinação anual do São Bernardo

O cachorro São Bernardo, assim como todos os outros pets, sejam eles de raça ou não, precisam seguir um protocolo de vacinação que os mantenham protegidos de várias doenças graves que acometem os cães.

De maneira geral, a vacina múltipla (V8) e a polivalente (V10) são ministradas anualmente aos cães adultos para protegê-los de doenças como a cinomose, a parvovirose e a leptospirose. Há, ainda, a vacina contra a raiva, que além de ser muito grave para o cachorro também pode ser transmitida para seres humanos.

Existem várias outras vacinas que podem proteger o cachorro São Bernardo em suas diferentes fases da vida. A melhor maneira de garantir que esse protocolo de vacinação esteja em dia é levar o cãozinho para consultas de rotina com o médico veterinário.

Assim, você ainda tem uma boa oportunidade de conversar e receber orientações e informações de qualidade de um profissional capacitado.

Vermífugos e antipulgas

O cachorro São Bernardo é muito grande, por isso, precisa de oportunidades diárias para se exercitar e esticar as pernas. Mesmo que não sejam demorados ou intensos, os passeios em praças e parques são fundamentais para ajudar a manter o cão saudável e feliz.

Por ser muito peludo, é preciso agir preventivamente na proteção contra as doenças parasitárias, como aquelas provocadas por pulgas e carrapatos. Existem diversos tipos de medicamentos, que variam de acordo com o porte, o peso e a idade do animal. Para saber qual é o mais indicado para o cachorro São Bernardo, converse com o médico veterinário.

Filhote - Foto

Cuidados com os filhotes de São Bernardo

Se você já teve experiências com filhotes de cachorro antes, mesmo que de outras raças , sabe que há uma série de preparativos necessários para receber um cãozinho da melhor maneira possível.

Antes da chegada do filhote de São Bernardo, você precisa organizar sua casa de maneira a deixar um cantinho separado para ele dormir, comer e fazer suas necessidades, sendo que esse último deve ser o mais afastado possível dos outros dois.

Também é recomendado que o cão tenha um espaço para ficar, mesmo que acordado, até entender quais são as regras da casa e o que você espera dele. Para ajudar na adaptação do seu cachorro São Bernardo filhote, você vai precisar de:

- casinha para a área externa, protegida do sol e da chuva;

- caminha ou colchonete, para a área interna;

- comedouro e bebedouro;

- coleira, placa de identificação e guia para os passeios;

- caixa de transporte;

- tapete higiênico e produtos de limpeza adequados ao uso veterinário;

- ração e petiscos;

- escova para desembaraçar e remover pelos mortos;

- brinquedos.

A escolha da ração deve ser feita com base na idade e no peso do animal. As rações para filhote possuem nutrientes específicos para essa fase da vida, em que o cãozinho está se desenvolvendo e fortalecendo seus ossos e articulações.

Na vida adulta, os nutrientes são outros, então é importante fazer essa transição de maneira adequada. Não pense que só porque é um filhote grande o cachorro São Bernardo já pode consumir alimentos para adultos.

Com relação aos passeios, só se torna seguro sair com um filhote de São Bernardo cachorro depois que ele tiver recebido as vacinas obrigatórias (V8 ou V10, além da antirrábica). São elas:

- 60 dias de vida: 1ª dose da vacina V10 ou V8;

- Entre 81 e 90 dias de vida: 2ª dose da V10 ou V8;

- Entre 111 e 120 dias de vida: 3ª dose da V10 e a dose única da antirrábica.

As visitas ao veterinário nesse período devem ser feitas dentro da caixa de transporte. De maneira geral, os veterinários liberam os filhotes para passeios na rua 10 dias depois da última dose das vacinas, mas é importante confirmar essa orientação com o profissional escolhido para fazer o acompanhamento do filhote.

Como alimentar um filhote de São Bernardo

Os filhotes de cachorro são desmamados entre 6 e 8 semanas de vida, iniciando logo depois uma alimentação baseada em ração, seja ela seca ou úmida.

Seja qual for a sua escolha para alimentação do seu cão São Bernardo, recomendamos que faça isso optando pelas marcas que oferecem alimentos específicos para as raças e, ainda, que tenham opções para filhotes.

A quantidade indicada na embalagem é uma boa referência para você saber quanta comida o filhote vai ingerir por dia. Pegue a quantidade total e distribua em 4 ou 5 refeições.

Assim, você garante que eles consigam repor as energias e previne as temidas crises de hipoglicemia, que acontecem quando há desequilíbrio no nível de glicose do sangue e podem até matar o filhote que fica tempo demais sem comer.

Você também pode oferecer petiscos ao seu filhotinho de São Bernardo, desde que sem exageros. Evite dar alimentos de consumo humano para o cachorro e mantenha água limpa e fresca sempre à disposição.

Qual a melhor ração para São Bernardo

Como dissemos anteriormente, é importante oferecer alimentos de qualidade e adequados à fase da vida do seu cachorro. Por isso, opte por rações específicas para filhote até que ele complete 12 meses, ração para adulto entre 1 e 6 ou 7 anos, e ração para cães idosos depois disso.

Caso o seu São Bernardo seja castrado em algum momento, você pode escolher uma ração específica para esse caso também.

Sempre faça a troca gradual dos alimentos oferecidos ao cachorro. Ao longo de uma semana, vá aumentando a quantidade da ração nova e diminuindo a quantidade da ração que não será mais oferecida.

Assim você dá tempo ao seu cão para se adaptar e consegue observar qualquer mudança de comportamento ou reação indesejada, como alergias e diarreia, por exemplo.

Comportamento - Título

Personalidade e comportamento do São Bernardo

O São Bernardo é muito apegado aos seus tutores. Por isso, mesmo sendo um cachorro gigante, não é indicado que ele fique apenas em ambientes externos, como quintais e jardins. Deixá-los sozinhos em casa por longos períodos também não é uma boa ideia.

Amoroso, paciente e muito gentil, o São Bernardo não é agressivo, e tende a ser mais observador. Ele prefere avaliar a situação e só depois decidir se é o caso de usar toda a sua força para proteger sua família ou se está tudo bem e não é necessário partir para o ataque.

É obediente e gosta de agradar seus tutores, mas pode ser um pouco teimoso. É fundamental ensinar ao cachorro São Bernardo desde cedo, quando ele ainda é um filhote, quais são as regras da casa e o que seus tutores esperam dele. Isso será bem mais fácil do que corrigir maus comportamentos depois que eles já estiverem instalados.

O São Bernardo baba muito e pode derrubar objetos apenas com seu deslocamento, mesmo que seja bem calmo e tranquilo. Por isso, os melhores ambientes para ele são as casas bem espaçosas, onde ele possa desfilar toda a sua fofura sem preocupações.

Como adestrar um São Bernardo

O São Bernardo late muito?

Quase nunca. Essa é uma raça de cachorro bastante silenciosa, apesar do tamanho. Pode latir para sinalizar algum perigo ou quando estiver muito empolgado com uma brincadeira. Os excessos devem ser desencorajados com um bom adestramento.

Casa - Título

O São Bernardo vai destruir a casa?

É bastante improvável que um São Bernardo destrua a casa de propósito, como parte de uma travessura. Esse comportamento destrutivo está muito mais ligado à falta de atividades físicas adequadas e ansiedade de separação do que à peraltice no caso dessa raça.

Como é um cachorro muito grande, a destruição pode acontecer em decorrência da falta de espaço, então isso precisa ser observado para evitar acidentes.

O São Bernardo é um bom cachorro para crianças?

Sim! O São Bernardo tem toda a calma, paciência e dedicação que uma criança busca em um parceiro de aventuras. Apenas fique de olho nas interações entre eles para evitar acidentes: como é muito grande, um pedido mais enfático de carinho do São Bernardo pode jogar uma criança no chão.

Qual o preço de um São Bernardo?

Existem variações de acordo com as regiões do país e as características dos pais, mas um filhotinho de São Bernardo costuma custar entre R$ 1.000 e R$ 9.000. Desconfie de filhotes vendidos por valores menores do que esses.

Antes de fechar negócio, pesquise sobre o criador, solicite informações sobre como são criados os filhotes, peça para ver fotos e vídeos dos pais e de ninhadas anteriores e faça uma visita, sempre que for possível.

Se conseguir, você pode conversar também com outras pessoas que já tenham adquirido seus filhotinhos no lugar onde você pretende encontrar o seu melhor amigo.

Curiosidade - Foto

Curiosidade sobre o São Bernardo

O filme “Beethoven, o Magnífico" retrata as aventuras de um cachorro São Bernardo ao lado da sua família humana em situações hilárias e que tornaram a raça muito popular durante a década de 1990. O sucesso foi tamanho que foram lançados mais seis filmes na sequência, estrelados por esse gigante gentil.

Voltar ao topo