labrador retriever

Labrador Retriever: Ágil e Inteligente

Labrador Retriever: cuidados, origem e curiosidades

A carinha fofa e amável do Labrador Retriever não mente: ele é um dos cachorros mais simpáticos entre as raças de grande porte. Conheça mais sobre essa raça tão querida e amada por todos os tutores de cachorros no mundo aqui na Cobasi.Saiba Mais
Tamanho
img

60 cm

Peso

25kg - 34kg

Pelagem

Sua pelagem é curta e bastante grossa, além de ser impermeável, o que ajudava bastante quando ainda era um cão de pesca. Seu rabo mais grosso próximo ao corpo e que vai se afinando até a ponta o ajuda a ter maior equilíbrio e agilidade dentro da água.

Característica
  • Disposição para atividade

  • Respeito ao tutor

  • Intelecto e memória

  • Territorialismo

  • Amor ao tutor

  • Latido

  • Paciência com crianças

  • Receptividade com outros pets

Escolha produtos para seu pet

Clique na imagem abaixo para comprar

vtex

Origem do Labrador Retriever

A origem do Labrador Retriever é conhecida a partir da região costeira da Terra Nova, no Canadá. No início do século XX, esses cães ficaram famosos por ajudarem os pescadores a arrastar as redes de pesca. Excelentes nadadores, os Labradores foram reconhecidos a partir de seu Clube de Raça, criado em 1916. Além disso, foi em 1925 que o Clube de Raça do Labrador Amarelo foi fundado.

Entretanto, nos anos de 1800, o Coronel Peter Hawker e o Conde de Malmesbury. o submeteram a provas em campo, conquistando ótimos resultados.

Alguns exemplares da raça foram enviados à Inglaterra de navio por caçadores e ficaram conhecidos na região como cães de São João. A raça foi desenvolvida e refinada até chegar ao que conhecemos atualmente. Com excelência em atividades de caça, proteção, pesca e busca, os Labradores logo se firmaram como cães de trabalho, usados inclusive por militares, até os dias de hoje, para farejar drogas.

Outras habilidades que o envolvem desde os primórdios são os treinamentos para cães-guia, feitos para pessoas com deficiência visual, além de ter grande capacidade de salvar as pessoas em situação de perigo.

Principais características do Labrador Retriever

Com corpo forte, robusto e em grande formato, o Labrador Retriever tem (no exemplar macho) altura de até 60 cm. De porte médio, apresentam uma estrutura que o faz parecer bem maior e mais largo. Com peso entre os 25 e 38 kg, os cães desta raça costumam ser mais esbeltos quando praticam exercícios diariamente ou estão no campo, por exemplo.

Ombros largos e joelhos bem angulados fazem do cão um animal quadrado, com patas arredondadas. Com a cabeça igualmente larga, seu focinho e maxilar são fortes. Sua cabeça é larga, o focinho também, seu maxilar e dentes são fortes.

Pelagem do cachorro Labrador Retriever

Com a pelagem curta e bem volumosa, o cachorro Labrador Retriever tem constantes quedas de pelo, principalmente durante o verão. Suas cores variam entre o caramelo, o preto e o chocolate. Os que têm a pelagem amarela (caramelo) podem variar em tons de creme até chegar num tom mais avermelhado.

Têm o rabo mais grosso e próximo ao corpo, com uma leve afinação até chegar à ponta. Isso faz com que o Labrador mantenha seu equilíbrio e senso de direção e também o ajuda a ser um ótimo nadador.

Cuidados com a pelagem do Labrador Retriever

Com acúmulo de pelos mortos, o Labrador Retriever precisa ser escovado diariamente. Apesar da pelagem bem curta e rente ao corpo, os pelos se soltam facilmente. O banho pode ser dado a cada dois meses, a não ser que ele se suje demais. Não apresenta odor forte, mas adoram se esfregar na grama e lama. Quando estiverem bem sujinhos, o banho cairá bem.

Por amar água, a hora do banho é de imenso prazer para o seu cão. Com pelos grossos, impermeáveis e com subpelo, o Labrador é mais difícil de ficar molhado. Para dar banhos em casa, convém colocar algodões nos ouvidos, para que estes fiquem protegidos, evitando a otite.

img

Como cuidar de um Labrador Retriever?

Geralmente com a saúde boa, o Labrador Retriever pode ter problemas genéticos. A displasia coxofemoral e a displasia de cotovelo costumam atormentar os cães, com dores, problemas de locomoção e desconforto para o cão. Fique atento a qualquer sinal de desconforto e leve seu amigo ao veterinário sempre que for necessário.

Outro problema também genético é a atrofia progressiva da retina e a catarata. Por isso, ficar atento a qualquer mudança de comportamento também é fundamental, bem como recorrer ao veterinário. Com as orelhas mais caídas, os Labradores também podem ter otites, principalmente se elas ficarem molhadas. Um dos sinais que seus ouvidos têm algum problema é a coceira excessiva.

Outro ponto que pode acontecer com o Labrador é o sobrepeso. Cães extremamente ativos, eles também podem se habituar a ficar mais sossegados em casa. Por isso, é fundamental fazer exercícios com seu cão. Fora isso, controlar a alimentação com rações indicadas e distribuídas conforme seu peso e tamanho podem evitar a obesidade e também os outros problemas que a acompanham, como dores articulares, entre outros.

Vacinação anual

Para evitar doenças graves, é necessário vacinar cães adultos anualmente. As vacinas V10 ou V8 são importantes para proteger seu Labrador Retriever de doenças como cinomose, parvovirose e leptospirose, entre outras. A vacina Antirrábica imuniza seu cãozinho contra a raiva. Além de grave para os animais, a doença pode ainda ser transmitida para humanos.

Existem também algumas outras vacinas para prevenir verminoses, gripes, entre outros males que colocam a saúde do seu cachorro em risco. Consulte seu médico veterinário de confiança para descobrir qual o melhor protocolo de imunização para o seu amigo.

Vermífugos e antipulgas

Além de vacinar o seu cachorro, existem outros cuidados periódicos com a saúde do animal que devem receber sua atenção. A administração dos vermífugos varia de acordo com o tipo do medicamento e a frequência com que seu cãozinho sai de casa. A função deles é eliminar vermes que são contraídos na rua, nos alimentos e até dentro de casa. Consulte seu médico veterinário para definir a frequência, a dosagem e o vermífugo ideal para seu cão.

A administração de antipulgas e anticarrapatos também é muito importante e pode ser feita de inúmeras maneiras. Existem coleiras, pipetas, sprays e até medicamentos orais para livrar seu animal das pulgas, carrapatos e mosquitos.

Converse sempre com um veterinário de sua confiança para escolher a opção que mais se adequa à rotina do seu cachorro. O importante é manter seu animal sempre protegido e saudável. Além do incômodo da coceira, esses parasitas podem ocasionar diversas doenças graves. Não vale a pena arriscar!

img

Cuidados com os filhotes de Labrador Retriever

Ter um filhotinho em casa é sempre uma alegria, mas exige muitos cuidados. Quando bebês, os cães de todas as raças precisam receber vacinas em um protocolo diferenciado dos adultos.

Veja abaixo a orientação:

  • 60 dias de vida: 1ª dose da vacina V10 ou V8;
  • Entre 81 e 90 dias de vida: 2ª dose da V10 ou V8;
  • Entre 111 e 120 dias de vida: 3ª dose da V10 e a dose única da antirrábica.

Atenção! É imprescindível esperar 10 dias após a última dose das vacinas, para poder levar seu cachorro para passear na rua em segurança.

Além da imunização, seu filhote de Labrador precisará de medicamentos para parasitas. Use apenas vermífugos e antipulgas feitos especificamente para filhotes e indicados por seu veterinário de confiança.

Como alimentar um filhote de Labrador?

Após o processo de desmame dos filhotes de cachorro, que acontece entre 6 e 8 semanas de vida, o recomendado é que eles passem a ser alimentados de 4 a 5 vezes ao dia. Essa frequência ajuda na manutenção do nível de glicose no sangue, evitando crises de hipoglicemia para os bebês, que são sempre agitados e gastam muita energia.

A saúde dos filhotes é mais vulnerável do que a de cães adultos por estarem em fase de desenvolvimento. É muito importante cuidar da alimentação do Labrador Retriever filhote, para que eles tenham um crescimento saudável e equilibrado, evitando futuros problemas. As rações especiais desenvolvidas para filhotes de raças de porte médio a grande são as mais indicadas, não apenas para a manutenção do peso, mas principalmente por oferecerem nutrientes que auxiliam no desenvolvimento dos músculos, ossos e articulações.

Além disso, o tamanho dos grãos de cada tipo de ração também varia de acordo com as necessidades de cada cachorro. Filhotes são ansiosos e podem engolir grãos muito pequenos sem mastigar, prejudicando o processo de digestão. E lembre-se: não é recomendado alimentar seu cachorro com comida de humanos e é fundamental manter o pote de água sempre ao alcance do bichinho.

Qual a melhor ração para o Labrador Retriever?

Cachorros adultos e idosos também precisam de uma especial desenvolvida para sua faixa etária e tamanho, que satisfaça suas necessidades nutricionais específicas. Por isso, estão disponíveis no mercado diferentes opções de marcas e sabores de ração desenvolvidas para diferentes portes e idades de cachorros.

Os Labradores Retrievers são animais de médio porte, e precisam de uma dieta cuidadosamente balanceada, para manter sempre sua saúde em dia. Você pode consultar o seu veterinário para definir quantidade de ração adequada de acordo com o peso e o tamanho do seu animal.

Rações Premium ou Super Premium são as mais indicadas para todas as raças de cachorros por conta da maior preocupação com os ingredientes e com o valor nutricional. Por oferecerem maior qualidade, seu consumo resulta em benefícios para a saúde de seu amigo.

img

Comportamento do Labrador Retriever

Conhecido como o amigão, o Labrador Retriever pode apresentar diferentes comportamentos. Geralmente são receptivos até com quem não conhecem e adoram interações, principalmente as carinhosas. Perto de crianças muito pequenas, por causa de sua força, é preciso estar atento. Não que ele vá de propósito machucar os pequenos, mas pode derrubá-los sem querer como forma de brincadeira.

A intenção dele é sempre de proteção. Se dão muito bem com outros animais, principalmente se forem acostumados a eles desde filhotinhos. Amigáveis, são cães que adoram agradar. Os exemplares desta raça são excelentes pets para a família, desde que submetidos a exercício e treinamentos. Mesmo com temperamento bem enérgico, pode se tornar sedentário e sofrer com o aumento de peso, se não for corretamente estimulado.

Adestramento do Labrador Retriever

Inteligência e paciência são dois adjetivos muito bem colocados em Labradores. Por isso, inclusive, quando adestrados desde filhotes, servem de cão-guia para pessoas com deficiência visual, auxílio a idosos e crianças que necessitem de algum tipo de ajuda.

Muito leais, quando aprendem seus comandos, não os esquecem facilmente. Aliás, quanto mais eles aprendem, mais vão querer mostrar o que sabem a seus donos e a quem estiver por perto. Por ser muito brincalhão é preciso deixar claro quando é brincadeira ou quando é tarefa. Ele pode misturar as coisas. Muito espertos, são aqueles que dão um baile nos donos, só pra ganhar sua atenção e carinho.

Amam estar na água. São exímios nadadores e por isso é preciso tomar cuidado com os pets em lugares de águas perigosas, por exemplo. Ele pode pular e sair nadando, sem notar os perigos. Para adestrá-lo também é essencial estar presente, ao lado do profissional. Assim, ele entenderá que os comandos também serão dados por seus tutores e aqueles que estão convivendo com ele e não somente pelo adestrador.

Como é o Labrador Retriever em casa?

Inteligentes e extremamente carinhosos, os cães da raça Labrador também são exemplos de obediência. Sua habilidade em trabalhar o torna um cão adestrável demais. Além disso, é um cachorro fácil de cuidar e quer sempre estar próximo aos seus tutores. Gosta de pessoas e isso o faz realmente ser o melhor amigo do homem.

A melhor forma de criar seu Labrador em casa é deixá-lo bem ocupado sempre. Dar atenção a ele é fundamental, para que não se torne destruidor. Espaços pequenos também não são muito indicados para um Labrador. No entanto, se você tiver nas proximidades de um parque, praça ou disponibilidade para caminhar bastante, tudo bem, desde que canalize a energia dele e brinque bastante neste percurso de passeio.

Muito sociáveis com crianças e adultos, são dóceis e se adaptam bem a idosos também. Tolerantes com outros animais, incluindo gatos, os Labradores são os famosos “boa praça”. Tanto que costumam ser os anfitriões ideais para receber novos animais em casa. Vão querer protegê-los dos males possíveis e até tomar conta excessivamente dos novos bichinhos.

img

Melhores brinquedos para o Labrador Retriever

Brincar é um dos pontos fortes de um Labrador. Afinal, com energia de sobra e inteligência superior, o cão desta raça precisa canalizá-la e nada melhor do que brincadeiras que o façam caçar brinquedos, petiscos ou mesmo ajudar alguém. Lembre-se de que os brinquedos têm que ser resistentes: ele tem força nas mandíbulas e pode destruir facilmente brinquedos com borracha muito mole.

Eles amam bolinhas! Aquelas mais resistentes e que fazem barulho são as mais indicadas. Tudo bem que ele vai tentar destruí-la para roubar o apito de dentro. É importante deixá-lo com as bolinhas sob supervisão. Quanto mais maleável for a bolinha, menos indicado que ele brinque com ela sozinho. Ele pode se engasgar com ela e isso é muito perigoso, colocando a vida do animal em risco.

Os brinquedos também o auxiliam a controlar a ansiedade de separação. Por isso, faça com que eles gostem da companhia desses brinquedos, como se fossem substitutos de seus tutores. O fato também é positivo no quesito destruição de móveis e objetos. Com brinquedos mais resistentes, como o Kong, por exemplo, ele pode se divertir por horas e deixar as coisas que não deve morder de lado, principalmente quando estiver sozinho.

Curiosidades sobre o Labrador Retriever

O Labrador Retriever foi um grande ativo em pescarias. Por entrar e adorar nadar, ajudava os pescadores a puxar as redes de pesca. Foi bastante popular no Brasil e ainda é muito conhecido e está em muitos lares. Por sua inteligência e faro aguçado são muito utilizados para farejar drogas e também como cães-guia, para pessoas com deficiência visual.

Extremamente obediente, o cão desta raça é protagonista de histórias cinematográficas, como Marley e Eu, e O Cachorro que Salvou as Festas. O Labrador também é um cão de trabalho. Ajuda, inclusive, a resgatar pessoas em escombros e avalanches sob até seis metros de neve.

Voltar ao topo