pug

Pug: Companheiro e simpático

Pug: conheça tudo sobre um dos cães mais populares do mundo

Não é à toa que os Pugs são considerados ótimos cães de companhia. Apegados à família humana, esses cãezinhos são muito amorosos e adoram passar o dia relaxando no colo dos tutores. Por serem pequenos e tranquilos, se adaptam facilmente em espaços menores, contanto que sejam arejados. Além disso, esse simpático cachorro é bastante sociável e se dá bem com visitas, outros animais e crianças. Saiba Mais
Tamanho
tamanho banner

20cm - 30cm

Peso

6kg - 8kg

Pelagem

A pelagem do Pug é sempre curta, lisa, fina e densa. As cores podem variar entre bege e preto.

Característica
  • Disposição para atividade

  • Respeito ao tutor

  • Intelecto e memória

  • Territorialismo

  • Amor ao tutor

  • Latido

  • Paciência com crianças

  • Receptividade com outros pets

Escolha produtos para seu pet

Clique na imagem abaixo para comprar

coleção vtex

Onde surgiu a raça Pug?

Os Pugs são originários da China. Cãezinhos muito semelhantes a eles foram retratados ao lado de imperadores no país, entre 206 a.C. a 200 d.C., na época da dinastia Han. Acredita-se que a raça surgiu do cruzamento do Lo-sze, com o Lion Dog e o Pequinês. Conhecidos como cachorros de companhia, eles foram levados à Europa no final de século XVI, onde se popularizaram graças aos comerciantes holandeses, que os adotaram com muito amor. Somente após a Guerra Civil, os Pugs desembarcaram nos EUA e foram reconhecidos pelo Kennel Club apenas em 1885.

Principais características do Pug

Quadrado e robusto, o Pug é um cão compacto e musculoso. Sua cabeça é proporcional ao corpo e redonda. Conhecidos por suas rugas na testa, os animais da raça têm o focinho escuro e achatado e os olhos redondos e ligeiramente protuberantes. Outra característica interessante é o rabinho curvado que dá ainda mais charme a esse simpático animal.

De porte pequeno, o Pug costuma ter altura que pode variar de 20cm a 30cm, e peso que vai de 6kg a 8kg. Com maxilar largo, os animais da raça podem ter a mandíbula inferior ligeiramente prognata, o que lhes confere um ar mais sério.

Pelagem do Pug

O Pug tem pelagem lisa, fina e curta, porém espessa, que costuma ser macia e brilhante. Com cores bem definidas, esses animais podem ser prata, abricó, fulvo ou preto. Todos os cães da raça, com exceção dos que são inteiramente pretos, têm uma máscara escura no rosto e orelhas com um traço preto descendo pelo dorso até a cauda.

Como deixar o pelo do seu Pug bonito?

Apesar de terem pelagem curta, os Pugs soltam bastante pelo durante o ano todo por conta da densidade. Por isso, a escovação diária é bastante indicada para a retirada dos pelos mortos, evitando que eles caiam e se espalhem pela casa. A luva removedora de pelos e as rasqueadeiras são indicadas para a rotina de escovação do cachorro da raça Pug.

Para evitar problemas de pele, o indicado é que o Pug tome banho uma vez a cada 3 semanas, dependendo da rotina do animal, sempre com o shampoo adequado para o tipo de pelagem do seu amigo. Banhos muito frequentes podem tirar a proteção natural da pele do seu cãozinho e deixá-lo mais vulnerável a alergias e doenças causadas por fungos. É fundamental secar totalmente o ouvido, entre os dedos e as rugas do Pug, já que essas áreas são propensas a infecções e outros problemas de pele.

As ruguinhas, características desse cachorro, podem gerar odores desagradáveis se não forem bem higienizadas já que são ambientes propícios à proliferação de fungos e bactérias. Por isso, precisam de atenção especial! É importante limpá-las com frequência, usando lenço umedecido para cães ou produtos específicos indicados pelo seu médico veterinário.

img raça

Como cuidar do Pug?

Além dos cuidados com a higiene, os Pugs precisam ser acompanhados de perto por um veterinário de confiança. Por conta da anatomia não muito favorável para a sua saúde, esses cãezinhos podem ter dificuldades de respiração e passar mal em lugares quentes. Isso porque os cachorros têm poucas glândulas sudoríparas e trocam calor com o ambiente através da boca e da língua. É exatamente quando ficam ofegantes que os animais expulsam o ar quente de dentro do corpo. No caso do Pug, seu focinho achatado dificulta muito a realização desse processo e o faz sofrer demais com altas temperaturas, tendo tendência a desenvolver quadros de hipertermia.

Os olhos saltados também requerem atenção especial. Eles podem ser facilmente machucados e precisam de cuidados para manter a umidade. Fique sempre atento aos sinais de vermelhidão na região e verifique se o seu cachorro costuma esfregar o olho com a pata, a almofada ou a caminha.

A exoftalmia também é comum em todos os cães de focinho curto e, nessa condição, os olhos do Pug podem sair da órbita ocular. O motivo pode ser complicações maiores ou uma simples pressão feita pelo animal faça, como forçar a coleira. Se isso acontecer, leve-o imediatamente ao veterinário, pois se tratado rápido o problema é geralmente reversível.

Além disso, os Pugs têm tendência à obesidade, o que pode agravar os problemas respiratórios e, portanto, deve ser controlada com alimentação balanceada e exercícios moderados.

Quantas vacinas o Pug tem que tomar?

Vacinar cães adultos anualmente é fundamental para evitar doenças graves. A V10 e a V8 são vacinas importantes para proteger seu Pug de cinomose, parvovirose e leptospirose, entre outras doenças que podem ser fatais. A vacina Antirrábica também deve ser dada anualmente e imuniza seu cãozinho contra a Raiva, que além de grave para os animais, também pode ser transmitida para humanos.

Para prevenir verminoses, gripes, entre outros males que colocam a saúde do seu cachorro em risco, consulte seu médico veterinário de confiança e descubra que outras vacinas devem fazer parte o melhor protocolo de imunização para o seu amigo.

Entenda porque a vacinar seu animal todos os anos é fundamental para a saúde e a longevidade.

Vermífugos e antipulgas

A vacinação não é o único cuidado periódico com a saúde do animal que deve receber a sua atenção. A administração dos vermífugos também é muito importante e sua necessidade varia de acordo com o tipo do medicamento e a rotina do seu cãozinho. A função deles é eliminar vermes que são contraídos na rua, nos alimentos e até dentro de casa. Consulte seu veterinário para descobrir com que frequência deve medicar seu Pug e qual a dosagem e o vermífugo ideal para ele.

Os antipulgas e anticarrapatos também são cuidados imprescindíveis para a saúde do seu animal. Existem coleiras, pipetas, sprays e até medicamentos orais para livrar seu animal das pulgas, carrapatos e mosquitos. O importante é manter seu Pug sempre protegido e saudável. Além do incômodo da coceira, esses parasitas podem ocasionar diversas doenças graves. Converse com seu veterinário para escolher a opção que mais adequada para o seu cachorro.

foto Pug

Como cuidar de um filhote de Pug?

Um filhotinho sempre alegra a casa, mas também exige cuidados específicos. O Pug filhote, assim como os cães bebês de todas as raças, precisa ser vacinado por meio de um protocolo diferenciado dos adultos. Cada veterinário possui um protocolo específico, mas costuma variar entre três e quatro doses da vacina múltipla canina, também chamada de V8 ou V10.

A imunização contra leptospirose, parvovirose, cinomose e outras doenças fatais costuma começar aos 60 dias de vida e deve ser concluída antes do filhote sair na rua, tomar banho em pet shop e ter contato com outros cães. Além da vacina múltipla, o filhote deve receber a dose única de antirrábica, que imuniza o peludinho contra a Raiva. E não se esqueçam: É imprescindível esperar 10 dias após última dose das vacinas, para que seu cachorro possa passear na rua em segurança.

Além da imunização, seu filhote de Pug precisará de medicamentos para parasitas. Use apenas vermífugos e antipulgas desenvolvidos especificamente para filhotes e indicados por seu veterinário de confiança.

Ao receber um filhotinho em casa, você precisará de alguns itens:

- caminha para cachorro

- Comedouro e bebedouro

- Coleira e placa de identificação

- Peitoral ou coleira para passeio e guia

- Tapete higiênico

- Brinquedos

- Ração

- Petisco e ossinhos

Qual a melhor ração para filhotes de Pug?

Após o processo de desmame dos filhotes de cachorro, que acontece entre 6 e 8 semanas de vida, o recomendado é que eles passem a ser alimentados de 4 a 5 vezes ao dia. Essa frequência ajuda na manutenção do nível de glicose no sangue, evitando crises de hipoglicemia para os bebês, que são sempre agitados e gastam muita energia.

A saúde dos filhotes é mais vulnerável do que a de cães adultos por eles estarem em fase de desenvolvimento. É muito importante cuidar da alimentação dos Pugs filhotes, para que eles tenham um crescimento saudável e equilibrado, evitando futuros problemas. As rações especiais desenvolvidas para filhotes de raças pequenas são as mais indicadas, não apenas para a manutenção do peso, mas principalmente por oferecerem nutrientes que auxiliam no desenvolvimento dos músculos, ossos e articulações.

Além disso, o tamanho dos grãos de cada tipo de ração também varia de acordo com as necessidades de cada cachorro. Filhotes de Pug são ansiosos e podem tentar engolir grãos sem mastigar, e engasgar com grãos muito grandes. E lembre-se: não é recomendado alimentar seu cachorro com comida de humanos e é fundamental manter o pote de água sempre ao alcance do bichinho.

Qual a melhor ração para o Pug?

Cachorros adultos e idosos também precisam de uma alimentação especial desenvolvida para sua faixa etária e tamanho, que satisfaça suas necessidades nutricionais específicas. Por isso, você encontra diferentes opções de marcas e sabores de ração desenvolvidas para diferentes portes e idades de cachorros.

Os Pugs são animais de pequeno porte, e precisam de uma dieta cuidadosamente balanceada, para manter sempre sua saúde em dia e evitar a tendência à obesidade. Você pode consultar o seu veterinário para definir quantidade de ração adequada de acordo com o peso e o tamanho do seu animal.

Rações Super Premium são as mais indicadas para todas as raças de cachorros por conta da maior preocupação com os ingredientes e com o valor nutricional. Por oferecerem maior qualidade, seu consumo resulta em benefícios para a saúde de seu amigo.

Quais são os benefícios da ração Super Premium?

Foto Pug 4

Comportamento do Pug

Extremamente apegados aos seus tutores, amorosos, generosos e muito sociáveis com todos, os Pugs são excelentes cachorros de companhia. Apesar de um pouco preguiçosos, esses animais são alegres e brincalhões, e amam ficar no colo dos humanos. Descontraídos e tranquilos, eles tendem a se dar muito bem com outros cães, crianças e visitas.

Os Pugs não gostam muito de fazer atividades físicas, mas elas são importantes para a saúde deles desde que feitas com moderação. Por isso, é fundamental que você estimule seu animal a fazer caminhadas leves e brinque bastante com ele. Isso ajuda a controlar a ansiedade e a tendência à obesidade.

O Pug é bom com crianças?

O Pug é um animal muito dócil e sociável que se adapta facilmente à presença de estranhos, outros animais e crianças. Esperto e brincalhão, ele vai adorar se divertir com os pequenos. Só é necessário tomar cuidado e supervisionar as brincadeiras com os mais novos para evitar que movimentos bruscos possam machucar o animal, principalmente os olhos e a cauda sensíveis desse bichinho.

Adestramento do Pug

Apesar de inteligente, o cachorro da raça Pug pode ser um pouco teimoso e por isso é importante treiná-lo desde cedo com estímulos positivos. Os cachorros da raça gostam muito de agradar e de fazer os humanos felizes, por isso a participação do tutor no processo de adestramento pode ajudar bastante. Esse pet pode não precisar de tantas repetições para aprender um comando, mas precisa praticar constantemente para se manter comportado. Por conta da tendência ao sobrepeso, não é indicado o uso de petiscos no adestramento, porém brinquedos e carinho podem ser uma ótima opção.

Foto 5

Melhores brinquedos para o filhote de Pug parar de morder

Os Pugs gostam muito de comida, então brinquedos com cheiro de comida vão deixá-los felizes. Ossinhos de couro bem resistentes com certeza irão agradar o seu amigo, que irá carregá-los pela casa, e mordê-los bastante, liberando o estresse. Outros brinquedos feitos para serem mordidos também são indicados para a raça, que costuma aliviar a tensão dessa maneira. Esses animais também devem se exercitar constantemente, porém com moderação e quando a temperatura estiver amena. Nesses momentos, bolas e frisbees podem ser uma boa pedida.

Como é o Pug em casa?

Geralmente tranquilos, os cachorros da raça gostam muito de ficar em casa e não costumam ser destruidores quando adultos. Porém, por serem gulosos, há a possibilidade de eles confundirem objetos como chinelos, pedras, papel higiênico e o conteúdo da lixeira com comida e resolverem fazer uma boquinha. Além disso, os filhotes têm muita energia e precisam de bastante atenção e estímulos para se manterem ocupados, não ficarem entediados e não fazerem vítimas entre as almofadas, móveis e roupas. Adestrá-los desde bebês é uma ótima solução para tal questão.

O Pug é um cachorro que se adapta muito bem em apartamentos e espaços menores, porém, por conta da pouca tolerância ao calor, é importante que eles vivam em lugares muito arejados.

foto 6

Curiosidades sobre o Pug

No final de século XVI, alguns Pugs foram levados à Europa por chineses como presentes aos comerciantes europeus e fizeram sucesso inclusive com a realeza. O animal preferido de Josefina, esposa de Napoleão Bonaparte, era Fortune, um cachorro Pug. Outra monarca que também adotou um cãozinho da raça como melhor amigo foi a famosa rainha Maria Antonieta.

E por falar em realeza, diz a lenda que a prega vertical na testa dos Pugs se parece muito com o ideograma chinês para "príncipe" e por isso ficou conhecida como a "marca do príncipe."

Um dos pets mais famosos do mundo é um Pug chamado Doug, que vive no Tennessee, nos EUA. Considerado o rei da cultura pop, o cachorrinho tem nada menos do que 4 milhões de seguidores no Instagram, já participou de filmes e comerciais e vive postando fotos com várias estrelas de Hollywood.

No Brasil, a raça está entre as mais populares, tendo ficado mais famosa ainda nas últimas décadas, depois de sua aparição nos filmes "MIB – Homens de Preto", em que um Pug fazia o papel de um alienígena disfarçado de cachorro.

Voltar ao topo