Assinatura Cobasi 10%OFF em todos os produtos. Sem taxas. Clique.

Assinatura Cobasi 10%OFF Clique.

Imagem-perfil-raca

Shar-pei

Shar-pei: cuidados, origem e curiosidades

Muito carinhoso e afetuoso, esse cãozinho cheio de dobras por todo o seu corpo é uma das raças mais raras do mundo inteiro, chegando a entrar no Guinness Book duas vezes. Venha saber tudo sobre a raça Shar-Pei.Saiba Mais
Tamanho
Imagem-tamanho-raca

46 a 51 cm

Peso

18kg - 30kg

Pelagem

Sua pelagem é bastante curta, atingindo no máximo 1cm de altura, fazendo com que seja um cão que quase não solta pelos.

Característica
  • Disposição para atividade

  • Respeito ao tutor

  • Intelecto e memória

  • Territorialismo

  • Amor ao tutor

  • Latido

  • Paciência com crianças

  • Receptividade com outros pets

Escolha produtos para seu pet

Clique na imagem abaixo para comprar

coleção

A origem do Shar-pei

Esta é uma das raças mais antigas do mundo, estima-se que sua aparição se deu entre 200 a.C. e 200 d.C., possuindo origem chinesa. Além de muito antiga é uma das raças mais raras do mundo.

Seu nome advém da sua pele, Shar-pei significa “pele de areia”, uma referência a sua pele áspera e arenosa, que pode chegar a causar arranhões em peles mais sensíveis quando acariciado na direção contrária dos pelos.

Características físicas do Shar-pei

Esse é um cãozinho de porte médio, que tem como principal característica a sua pele. Não é difícil reconhece-lo, com a pele cheia de dobras no rosto e em toda a extensão de seu corpo. As cores mais comuns são bege/dourado, preto e marrom mas podem variar.

Seu tamanho fica entre 46 e 51cm, pesando entre 18 e 30kg, com um rosto bem largo e narinas bastante abertas com lábios bastante carnudos. Outra característica marcante são a língua e o céu da boca azulado.

A pelagem é bastante curta, atingindo no máximo 1cm de altura, fazendo com que seja um cão que quase não solta pelos.

O comportamento do Shar-pei

O Shar-pei tem uma personalidade bastante afetuosa, é muito carinhoso e adora estar com seus donos, apesar de ser grande ele não gosta de ficar muito ao ar livre, prefere estar em casa com os tutores tendo atenção. Bastante independentes e tranquilos, mas também um pouco teimosos, podem custar a aprender comandos durante o adestramento, por exemplo:

São muito brincalhões e adoram as crianças, mas com crianças pequenas eles podem ser um pouco estrambelhados e acabar machucando, por isso é bom ter sempre a supervisão de um adulto.

Se não forem estimulados a exercícios diários de maneira moderada, podem ser bastante destruidores dentro de casa, mordendo móveis, destruindo almofadas e coisas desse tipo, então procure manter seu cãozinho com uma boa rotina.

A saúde dos Shar-pei

As dobrinhas que são o seu maior charme precisam de bastante cuidado e atenção. Ao dar banho em seu pet lembre-se sempre de secar muito bem suas dobrinhas para evitar problemas de pele, além de uma escovação e limpeza diária com lenços umedecidos. Esse cuidado deve ser tomado desde quando o Shar-pei é filhote.

Entre os problemas de saúde mais comuns dessa raça estão a febre do Shar-pei, uma condição hereditária que causa inflamações no corpo. Um problema nos olhos similar ao que acontece com a raça Chow-Chow, chamado de pálpebra invertida, além de luxação patelar.

Por isso lembre-se de levar seu cãozinho regularmente ao veterinário para garantir que ele terá uma vida longa e saudável. A expectativa de vida da raça é de aproximadamente 10 anos.
Imagem-raca-meio

Curiosidades sobre os Shar-pei

Durante o governo de Mao Tsé-Tung, na China comunista, a raça quase entrou em extinção porque o governo afirmava que a criação doméstica de animais era uma prática burguesa, e os mesmos deveriam ser eliminados.

Hoje é considerada uma das raças mais raras do mundo, chegando a entrar no Guinnes Book duas vezes, em 1966 e 1978 por sua condição de quase extinção.
Voltar ao topo