TopoCategoria-SubCategoria
TopoCategoria-SubCategoriaMobile

Antibióticos para gatos

Por conta do comportamento curioso e independente, os felinos podem ser bastante suscetíveis a contrair doenças de origem bacteriana. E essas infecções precisam ser tratadas com antibióticos para gatos. Porém, é fundamental ressaltar que, nos casos em que há necessidade de tratamento com esses remédios, ele deve ser feito com medicamentos específicos para felinos, que devem ser utilizados apenas com prescrição médica. Jamais medique o seu gato com antibióticos de uso humano sem indicação veterinária. Lembre-se que o nosso corpo metaboliza os antibióticos de uma forma completamente diferente do que acontece com os felinos, o que implica obrigatoriamente em uma adaptação da dose, além de outras questões. Leia Mais

Por ser um medicamento de uso restrito e controlado, muitas pessoas têm dúvidas sobre o funcionamento dos antibióticos para gatos e sobre quando eles são realmente necessários. Assim como ocorre com os remédios para uso humano, não é possível comprar um antibiótico para felinos sem apresentar a receita do veterinário. Isso acontece porque o efeito desse tipo de medicamento se restringe a situações específicas, como o tratamento de processos infecciosos, tratamento para infecções internas e externas de origem bacteriana, para evitar contaminações secundárias em inflamações ou infecções de outra origem e após a realização de procedimentos cirúrgicos de tecidos moles e ortopédicos. Também é importante observar que o efeito de qualquer antibiótico só é garantido após o tratamento ser completamente finalizado.

 

Por que dar os antibióticos para gatos no horário certo?

Para entender a importância de seguir o tratamento com antibióticos para gatos à risca até o final — mesmo quando os animais começam a melhorar antes disso —, é preciso compreender como acontece a ação do medicamento no corpo do animal. Antibióticos são substâncias químicas produzidas por micro-organismos tais quais fungos, bactérias e actinomicetos, e exatamente por isso tem a capacidade de destruir ou impedir o crescimento dos micro-organismos causadores das doenças. Porém, a interrupção precoce do tratamento pode criar organismos resistentes aos medicamentos.

Existem basicamente dois tipos de antibióticos que agem de maneiras diferentes. Os bactericidas são capazes de destruir as bactérias infecciosas, independentemente do estado imunológico do organismo do seu gato. Já os bacteriostáticos, que não matam os micro-organismos causadores da doença, apenas inibem sua proliferação, evitando assim que a infecção evolua e é o organismo do animal que se torna responsável por eliminar as bactérias.

Alguns antibióticos como a doxiciclina e o metronidazol têm ainda propriedades anti-inflamatórias que podem ajudar em diferentes finalidades.

Procure um médico veterinário

A escolha do remédio indicado para cada condição deve ser feita pelo veterinário e o modo correto administração varia de acordo com o tipo de medicamento indicado. É muito importante se manter atento à quantidade a ser ministrada e ao tempo de tratamento recomendado pelo especialista, já que o mau uso de antibióticos pode ter consequências graves para a saúde do animal.

A medicação com antibióticos sem indicação veterinária promovida por tutores desavisados contribui para um tratamento ineficiente e pode agravar a situação, já que faz com que as bactérias que deveriam ser eliminadas do organismo do animal se tornem resistentes aos medicamentos. Além de sempre consultar um veterinário, é importante ficar atento aos possíveis efeitos colaterais de cada remédio e qual a indicação deles. Entre os problemas mais comuns causados pelo uso de antibióticos estão os gastrointestinais como vômito e diarreia. Falta de apetite e diminuição da energia para atividades também podem ocorrer. Por isso é importante acompanhar de perto a reação do seu animal ao medicamento e manter o veterinário informado.

Se administrados da maneira correta, os antibióticos podem ser poderosos aliados no tratamento de doenças perigosas e na manutenção da saúde de seu animal. O medicamento pode ser usado para tratar doenças do trato urinário, gastrointestinal, respiratório, cutâneo, otites, doenças hepáticas, febre maculosa, gripe felina, verminoses, infecções nos ossos ou na boca do animal, e em outras muitas outras situações.

As infecções causadas por bactérias podem acontecer em qualquer parte do corpo do animal e por isso há disponível no mercado uma grande variedade de antibióticos para felinos. A prescrição desse tipo de remédio deve levar em conta os medicamentos que o animal já utilizou antes, já que não é indicado que o mesmo antibiótico seja consumido pelo gato mais de uma vez. Também é importante levar em consideração o estado de saúde do animal no momento, por isso é importante informar o veterinário sobre a rotina e hábitos do seu amigo. 

E não se esqueça, a manutenção da saúde do seu gato por meio de uma alimentação e rotina adequadas, além da  vacinação sempre em dia, são formas importantes para se evitar o uso contínuo de antibióticos! 

Fechar

Antibióticos Gato

Produtos encontrados: 36 Resultado da Pesquisa por: 7 ms

Itens por página:

Produtos selecionados para comparar: 0Comparar

Produtos encontrados: 36 Resultado da Pesquisa por: 7 ms

Itens por página:

Produtos selecionados para comparar: 0Comparar

Voltar ao topo

A Cobasi e os cookies: a gente usa cookies para personalizar anúncios e melhorar a sua experiência no nosso site.
Ao continuar navegando, você concorda com a nossa Política de Privacidade.