Assinantes Cobasi ganham + 10% OFF em todo site. Eu quero!
Assinantes ganham + 10%OFF Clique!
TopoCategoria-SubCategoria
TopoCategoria-SubCategoriaMobile

Guia para cachorro

Usar uma guia e uma coleira para passeio adequadas é fundamental para levar seu cachorro na rua em segurança. Assim, você evita riscos e proporciona maior conforto para seu pet e para você. Isso mesmo! Além de impedir que seu cachorro fuja, a guia certa ainda torna o passeio mais fácil, evitando que o tutor seja arrastado ou arraste o pet. Leia Mais

É comum surgirem muitas dúvidas na hora de escolher a melhor guia para cachorro. Para resolver isso é importante conhecer muito bem os hábitos, a personalidade e o tipo físico do seu cão. Além disso, defina qual função a guia deve servir. Seja para o cão ficar próximo ao tutor, para controlá-lo ou até mesmo para educá-lo.

 

Tipos de guias para cachorro

Existem diversos tipos de guias para cachorro. Cada uma delas possui uma função específica e deve ser utilizada da forma correta para aproveitar seu potencial. Confira algumas delas:

Guia simples para cachorro

Esta é a guia mais comum, ela pode ser confeccionada por diversos materiais, como couro, corda ou nylon. Geralmente é indicada para os que já estão adaptados ao passeio e não possuem nenhuma necessidade especial

As guias de nylon, costumam ser mais usadas para as raças pequenas, esse tipo de guia costuma esticar bastante, proporcionando mais liberdade ao animal sem que ele perca o controle. Já as guias em couro e outros materiais mais resistentes são ideais para as raças de médio e grande portes. Elas garantem mais firmeza e controle sobre o animal na hora do passeio. Tutores de animais médios e grandes também podem ser beneficiar de guias mais curtas, tendo maior controle sobre o animal.

Dica Amigo Cobasi | O passeio com as guias médias e longas de nylon, couro e outros materiais não deve ser feito nunca com o item tensionado. A forma correta é segurar a alça com uma mão de forma firme e usar a outra mão para dar pequenos toques na guia e, assim, direcionar o cachorro e mantê-lo sempre próximo. Aposte no reforço positivo com petiscos para condicionar o animal a passear sem puxar.

Guia retrátil

Este modelo, também conhecido como guia flexível é ótima para os cães que gostam de um pouquinho mais de liberdade. Ela permite que o animal se afaste do dono sem colocá-lo em perigo. Ela pode ser usada em parques e praças, mas é indicado que fique menor quando usada na rua.

A guia retrátil é mais indicada principalmente para os cães de pequeno e médio porte, perfeita para os curiosos que adoram cheirar as coisas. Porém, para usar esta guia é preciso atenção. Como ela proporciona muita liberdade ao animal, ele pode ter dificuldade em aprender a passear corretamente.

 

No caso dos animais de porte grande, a guia retrátil deve ter o comprimento menor e, novamente, ser usada prioritariamente em ambientes sem carros ou outros animais que ofereçam riscos ao seu pet.

Guia metal

Este modelo é perfeito para quem tem filhotes ou cachorro com o hábito de roer tudo! A guia de metal é composta por uma coleira de nylon e o restante de metal. Outra indicação deste tipo de guia é para cães grandes e fortes pois ela cria uma resistência e dá segurança ao tutor.

Guia de enforcamento ou enforcadeira

Embora o nome não seja tão amigável, o enforcador não oferece riscos e nem machuca o animal. Esta guia é utilizada para o adestramento do animal, para que ele aprenda a passear corretamente e se comportar. Ela funciona através do desconforto causado quando o animal puxa excessivamente.

O ideal é que esta guia seja utilizada apenas com a ajuda de um adestrador, pois sua utilização correta é fundamental para ser eficaz.

Guia antipuxão, cabresto e peitoral de controle

Você encontra as guias de adestramento com diversos nomes e em diversos modelos. Existem os enforcadores, o cabresto, entre outras. Todas tem a principal função de fazer o pet passear de forma adequada e sem puxar na rua. Apesar dos vários modelos, elas funcionam de formas semelhantes entre elas. Utilizam o incômodo do animal ao fazer algo indesejado como um gatilho para mudar o comportamento. O cabresto, por exemplo, puxa o focinho do animal para o lado quando ele puxa, já o peitoral antipuxão faz esse mesmo movimento, mas com o corpo do animal.

A coleira antipuxão também é muito conhecida pelo nome easy walk, ela é muito semelhante ao peitoral, porém, ao contrário da tradicional, o gancho de encaixe não fica nas costas e sim no peito. Dessa forma, o animal acaba se desestabilizando cada vez que puxar durante o passeio. Além disso, ao tentar se adiantar na caminhada, ele automaticamente acaba virando para o outro lado, fazendo com que ele compreenda que para seguir em frente, ele precisa andar mais calmamente.  Essa coleira proporciona aprendizado ao cão e não ocasiona nenhum tipo de dor, porém é necessário que ela esteja bem ajustada e do tamanho ideal do dorso do pet para funcionar adequadamente.

Esses modelos são eficazes no adestramento desde que feitos com a orientação de um profissional capacitado.

Qual a melhor guia para cachorro?

Muitas pessoas têm dúvidas na hora de escolher a guia ideal para o cachorro e essa escolha varia de acordo com as necessidades do animal. O tamanho da guia e sua resistência variam de acordo com o tamanho do cachorro. Guias mais longas devem ser usadas em cães menores, enquanto as mais curtas em cães maiores. Quanto mais forte o animal, mais resistente a guia deve ser.

Opte pelas guias com o fecho mais resistente. A maioria das guias possuem um mosquetão no fecho, que se liga à coleira e impede que o animal escape. Os fechos de aço costumam ser mais fortes. Os de plástico são indicados apenas para animais de porte micro ou pequeno e que não puxam.

Como usar a guia no cachorro?

Usar a guia é bem simples, basta colocar no cachorro a coleira e ligar o mosquetão às argolas da coleira. Certifique-se de que ele esta bem preso e bom passeio!

É possível encontrar kits com coleira e guia, eles já vem com a mesma estampa e algumas vezes podem ser até oferecer bom custo-benefício. Além disso, os encaixes já são ideais e perfeitos para fixar os dois acessórios.

 

Como treinar um cachorro para passear?

É muito importante que o passeio proporcione uma sensação prazerosa tanto para o cachorro quanto para o tutor. Entretanto, muitos cães não se dão muito bem com o uso das coleiras. A melhor forma de fazer o animal de acostumar com a coleira, é começar a treinar em casa. Coloque a guia e coleira no cachorro e aguarde ele se acalmar. Esse exercício pode ser feito em vários momentos do dia e não precisa anteceder um passeio.

Você também pode fazer pequenos passeios dentro de casa com o animal na guia e o acostumar com a forma correta de andar na coleira. No caso de guias longas, segure pela alça com uma das mãos e use a outra para direcionar o animal. Se ele puxar, pare e dê toques na guia para trazê-lo até o lugar desejado. Tenha paciência e repita diariamente o treinamento. Caso o animal fique muito ansioso, retroceda e tente novamente. Essa prática pode ajudar o cachorro a aprender a posição que ele deve ficar durante o passeio e que não é necessária ansiedade.

Outra forma de ensinar o cachorro a passear é usando o reforço positivo em que se recompensa com petiscos, palavras e carinho todo comportamento correto. Caso o cão não esteja se dando bem em primeiro momento, não desista, dê uma pausa a ele e tente novamente em outro momento. Na primeira ida a rua, procure um horário calmo e com pouca movimentação. Caso o cão comece a puxar, pare de andar por um momento e retome a atividade quando ele se acalmar.  O ideal, é ficar com o braço rente ao corpo, assim o animal se sentirá forçado a parar também.

Outra dica legal, é ir para o lado oposto ao que o cão puxou. Dessa forma ele se sentirá confuso e irá atrás de você.

Como fazer o cão parar de morder a guia?

É muito comum que o cachorro tenha o hábito de morder a guia durante os primeiros passeios, isso ocorre em grande parte por conta do estranhamento causado pelo acessório. A melhor forma de evitar que o cachorro fique nessa briga com a guia é treinando ele desde cedo. Isso fará com que ele conheça mais o acessório e compreenda para que aquilo funciona.

 

É muito importante ajudar o animal a associar o uso da guia a um momento bom, por isso começar a treinar em casa pode ser uma ótima solução. Porém, se o animal rói a coleira por pura diversão, o treinamento deve ser diferente. Primeiro retire a guia do alcance do pet e, durante o passeio use um comando de correção sempre que ele tentar pegar a guia. O grande segredo é recompensar o pet quando não tiver o comportamento indesejado, ou seja, quando ele passear corretamente e não morder.

Como escolher a coleira para filhote?

Apesar de parecer fácil, escolher uma coleira para filhote pode não ser tarefa tão simples assim. Atualmente existe uma infinidade de tipos e modelos de coleiras, porém, as coleiras para filhotes devem ser escolhidas de acordo com o seu tamanho, idade e força.

É importante lembrar que o cachorro só poderá sair para passear fora de casa quando estiver com todas as vacinas realizadas. Aproveite os meses em que o pet não pode sair na rua para passeios de treinamento dentro de casa. É o momento ideal para treiná-lo.

 

Fechar

Guias Cachorro

Produtos encontrados: 40 Resultado da Pesquisa por: 7 ms

Itens por página:

Produtos selecionados para comparar: 0Comparar

Produtos encontrados: 40 Resultado da Pesquisa por: 7 ms

Itens por página:

Produtos selecionados para comparar: 0Comparar

Voltar ao topo