Supra
Nutrópica
Sempre Vita
Alcon
Presence

Animais exóticos como bichos de estimação: cuidados necessários

Hoje é comum que animais exóticos, como roedores e alguns répteis, sejam criados no ambiente doméstico. Esses bichos exigem cuidados específicos para que vivam bem e saudáveis.

O porquinho-da-índia, por exemplo, por ser um roedor, necessita de pedaços de madeira e alimentos sólidos para estimular sua dentição. O animalzinho vive bem em cativeiro, desde que haja as condições adequadas para a sua sobrevivência, e não apresenta comportamento agressivo, a não ser que se sinta ameaçado. Deve ser criado em gaiolas amplas, preferencialmente com uma esteira para que possa exercitar-se.

Já o furão, que é rápido e ágil e tem corpo magro e alongado, precisa de grandes espaços para locomover-se. Como possui hábitos diurnos e noturnos, não é incomum vê-los brincando durante a noite. Para alimentá-los, vale investir nas rações próprias para esses animais, que são elaboradas com ingredientes naturais e níveis adequados de proteínas.

Já os coelhos são bem comuns como animais domésticos. Calmos e fáceis de cuidar, demandam uma área gramada no quintal para sua movimentação e também se adaptam bem em gaiolas grandes. Assim como os porquinhos-da-índia, precisam de objetos e alimentos que gastem sua dentição sempre crescente. Algumas rações para esses bichinhos contam com ingredientes que dispõem dos valores nutricionais apropriados a eles, como extrato de ervas, cenoura, beterraba e extrato de yucca (o qual reduz o odor proveniente da urina).

Outro animal de fácil criação é a tartaruga. Para seu bem-estar, necessita ficar em um jardim com um pequeno tanque, se for uma espécie aquática, ou em um local amplo, com boa incidência solar e partes com sombra, se for terrestre. As rações dos quelônios devem contar com ingredientes de origem vegetal e animal.

O iguana é mais um réptil exótico que pode viver como animal doméstico. Ideal para quem mora sozinho, costuma ser calmo e não dispende muitos cuidados. Sua dieta é composta por todos os tipos de fruta, verduras e alguns alimentos de origem animal. Para seu desenvolvimento saudável, o ambiente em que serão colocadas deve ser bem semelhante ao seu habitat natural e apresentar temperaturas mais altas.

Ainda mais exóticas, as cobras que podem ser criadas em casa, como as jiboias e pítons, exigem um local espaçoso devido às suas dimensões. A gaiola ou o aquário precisa ser bem fechado, visto que essas serpentes são ágeis e podem fugir facilmente.

Vale lembrar que alguns animais exóticos só podem ser adquiridos e criados com autorização do IBAMA para evitar o risco de extinção.